Japão: Funcionários são punidos por saírem 2 minutos mais cedo

 Funcionários alegaram que saíam mais cedo para não perder o ônibus

Cidade de Funabashi, no Japão
Cidade de Funabashi, no Japão Imagem: Wikimedia Commons

O Departamento de Educação de Funabashi, no Japão, tem recebido diversas críticas após anunciar a punição de alguns funcionários que estavam saindo antes do término do expediente. A reprovação da medida ocorre principalmente porque os funcionários estavam saindo 2 minutos antes do horário devido, um tempo considerado irrisório, mesmo para a população japonesa.

Segundo a mídia local, a investigação do departamento apurou na quarta-feira (10) que cerca de 316 “saidinhas” de 2 minutos teriam ocorrido. Os funcionários foram punidos com uma redução de 10% no salário durante os próximos 3 meses, decisão que tem sido considerada exagerada.

Os funcionários que realizavam a prática alegaram que estavam saindo mais cedo para conseguir pegar o ônibus que passava às 17h17 e que, se perdessem a condução, teriam que esperar mais 30 minutos pela próxima. Entretanto, a gerência do departamento não considerou o motivo justificável e aplicou a punição de redução de salário para “compensar” o tempo não trabalhado. Além disso, durante o período, os funcionários também deverão sair 1 minuto mais tarde do serviço.

O departamento exige reembolso de 137.000 ienes (R$ 7.081). Mas, após a notícia se espalhar, as pessoas têm ficado do lado dos funcionários, e alguns têm exigido que os dias em que os funcionários ficaram 1 minuto a mais no trabalho também sejam apurados, para abater o valor da punição.

O Departamento de Educação, no entanto, não se manifestou mais sobre o caso.

Fonte: Pleno News