Luiza Trajano perde mais de R$ 1 bilhão após ações do Magazine Luiza (MGLU3) despencarem 22% em um dia e apagarem os ganhos no último ano

A empresária retornou oficialmente ao ranking de bilionários da Forbes no início do mês, mas pode já estar de saída após o tombo da varejista na bolsa

Alsorsa.News |
Brasil, São Paulo, SP, 21/05/2018. Retrato de Luiza Helena Trajano - Imagem: NILTON FUKUDA/ESTADÃO CONTEÚDO/AE

Luiza Trajano mal esquentou seu recém-recuperado lugar na lista de bilionários da Forbes e já pode estar de saída novamente após as ações do Magazine Luiza (MGLU3) despencarem na B3 e apagarem em um único dia todos os ganhos que vinham registrando no último ano.


A empresária, que é presidente do conselho de administração da varejista, havia retornado oficialmente ao ranking da Forbes há uma semana. Trajano é dona de pouco mais de 17% da companhia e seu retorno ocorreu na esteira do bom desempenho dos papéis MGLU3, que, até ontem, subiam pouco mais de 20% em 12 meses.


Mas tudo mudou com a divulgação do balanço do primeiro trimestre da empresa, que mostrou uma piora brusca no prejuízo líquido. O rombo chegou a R$ 391,2 milhões, cifra ainda maior que os R$ 161,3 milhões negativos computados no mesmo período do ano passado.


Com isso, as ações do Magazine Luiza despencaram 22,83% nesta terça-feira (16), para R$ 3,38, e provocaram uma queda de US$ 226 milhões (cerca de R$ 1,1 bilhão, na cotação atual) no patrimônio de Luiza Trajano.


Segundo os cálculos da Forbes, a fortuna da empresária agora é de US$ 936 milhões (R$ 4,59 bilhões) e ela está quase na lanterna do ranking, ocupando a posição 2623º.


A fortuna de Luiza Trajano e o Magazine Luiza (MGLU3)

Apesar de ser considerada uma das mulheres mais influentes pelo Financial Times, a executiva vivenciou uma espécie de “bota casaco, tira casaco” em relação à estadia na lista de bilionários da revista Forbes.


Isso porque, com a queda das ações do Magazine Luiza no ano passado, Trajano havia deixado o grupo de ricaços em junho de 2022, para voltar apenas em fevereiro deste ano. 


De lá para cá, porém, a fortuna da Dona Luiza oscilou junto ao sobe e desce de ações no Ibovespa, tornando a presidente “inelegível” ao ranking de bilionários até o início de maio.


Vale lembrar ainda que Trajano ainda está longe do pico de sua riqueza. Segundo a Forbes, o ápice financeiro da empresária foi registrado em julho de 2021. Na época, sua fortuna era avaliada em US$ 5,6 bilhões.


*Seu Dinheiro