Google lança chatbot Bard para 120 países e exclui Brasil. Saiba o motivo!

O aguardado modelo de inteligência artificial generativa da empresa, finalmente, chegou ao mercado. Ele será concorrente direto do ChatGP

Alsorsa.News |

O Google anunciou o início das atividades do Bard, nessa quarta-feira (10), durante sua convenção anual de desenvolvedores, mas nem todos os países terão acesso, de imediato.


O Bard é a opção de inteligência artificial generativa da empresa, que concorrerá diretamente com o ChatGPT, apoiado pela Microsoft. Ele já está disponível para 120 países, em inglês, mas o Brasil ficou de fora.


A companhia não deu, ainda, uma resposta oficial sobre o motivo da exclusão do país. O Canadá também não terá acesso, nesse primeiro momento, o que gerou enorme especulação.


Justificativa

Jornais locais começaram a procurar o Google para saber a razão, e a declaração enviada pela empresa por e-mail foi de que o Bard está sendo lançado gradualmente.


Além disso, a companhia explicou que está trabalhando em colaboração com especialistas e formuladores de políticas para garantir que o Bard esteja alinhado com os requisitos locais.


Atribuindo esse posicionamento à exclusão do Brasil, fica a pergunta no ar se o PL 2630, conhecido como “PL das Fake News” e que está em apreciação no Congresso, teria alguma relação com essa cautela da empresa.


O projeto de lei estabelece normas relativas à transparência de redes sociais e serviços de mensagens privadas. Na resposta dada ao Canadá, o Google disse que o Bard está nos primeiros dias e precisa ser lançado de forma cuidadosa e responsável, pois é uma tecnologia nova e complexa.


Avanço no mercado de IA

O lançamento do Bard significa para o Google a integração dele às diferentes plataformas da empresa, inclusive à ferramenta de busca on-line.


O diretor da companhia, Sundar Pichai, pontuou, durante a apresentação, que os investimentos em inteligência artificial e a entrada do Google nesse setor são um caminho sem volta.


“Com a IA generativa, estamos dando o passo seguinte. Estamos repensando todos os nossos produtos principais, inclusive a busca”, destacou.


Expectativas

Nesse início, o Bard dialoga apenas em inglês, mas a expectativa é que, em breve, ele possa conversar em 40 idiomas, pelo menos.


Outra expectativa é que o chatbot se torne um recurso multimídia, ou seja, podendo integrar imagens às perguntas e repostas aos usuários.


Desde que o ChatGPT foi lançado no final do ano passado, o mercado de tecnologia aguardava por uma resposta à altura do Google. O Bard chegou a ser liberado, limitadamente, para poucas pessoas, em março, mas só agora chega a vários países.


Ao Brasil, resta esperar pela liberação e aprimoramento da ferramenta para que ela consiga estabelecer diálogos em português. Uma data exata para que isso ocorra, no entanto, não foi divulgada.

▶️Saiba tudo sobre a PL 2630/2020 (PL das Fake News) aqui 》》

*Capitalist