Mostrando postagens com marcador Software. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Software. Mostrar todas as postagens

Philips abandona Google TV e traz o novo Titan OS ao mercado

Nenhum comentário

29 de jan. de 2024

Alsorsa.News
Imagem: Léo Müller/Canaltech

A Philips deu na terça-feira (23) seu "grito de independência" em Barcelona, na Espanha, com seus primeiros passos para abandonar o Google TV. A marca que faz parte do conglomerado chinês TPV, apresentou ao mundo o seu próprio sistema operacional para TVs chamado Titan OS.

Alsorsa.News
Divulgação/Philips

Essa nova plataforma foi criada por meio de uma parceria estratégica com a desenvolvedora do software que está estreando na linha 2024 de TVs premium da Philips, as Ambilight TVs. A ideia da fabricante é oferecer uma interface que sugira conteúdo de forma mais eficiente que o Google TV e economize tempo dos usuários, que já passam mais tempo “zapeando” pelos apps de streaming do que de fato assistindo alguma coisa.


Contudo, de acordo Eduardo Brunoro, CSO (chefe de vendas) da TPV no Brasil, a plataforma da desenvolvedora Titan só deve chegar ao nosso país no fim de 2024 ou início do ano que vem.

Alsorsa.News
Novo sistema operacional das TVs da Philips chega ao Brasil até 2025 (Imagem: Léo Müller/Canaltech)

Isso porque a representação local da Philips só quer trazer a plataforma quando os apps de streaming locais (como Globoplay e as aplicações de vídeo das grandes operadoras Vivo e Claro) estiverem a bordo. E isso deve levar ainda alguns meses para se concretizar.


“O Titan OS vai chegar ao Brasil com os modelos mais high-end da Philips, mas nossa intenção é fazer uma transição completa levando a plataforma para todos os modelos da marca — inclusive para as TVs da AOC, que também faz parte da TPV — já em 2025”, revelou Brunoro.

Em outras palavras, a Philips não deve mais apresentar nenhuma nova TV sem Titan OS no mercado global.


Vale destacar ainda que, pelo fato de as novas TVs OLED+, The One e The Xtra da Philips para 2024 terem o mesmo processador dos modelos da geração passada, existe a possibilidade de a marca atualizar os aparelhos de 2023 — que já estão à venda no Brasil — para o Titan OS, deixando o Google TV totalmente de lado. Tal mudança, contudo, seria escolha do usuário.

Alsorsa.News
Kostas Vouzas, CEO da TPV — à direita — fala sobre o Titan OS durante o TPV Live 2024 em Barcelona (Imagem: Léo Müller)

Por que a Philips quer ter um sistema próprio para TVs?

Não é à toa que Samsung e LG possuem suas próprias plataformas para smart TVs e lideram o mercado de televisores no Brasil. Além de ajudarem na venda de TVs com interfaces e experiências personalizadas para as marcas, esses sistemas operacionais garantem um fluxo de receita importante para essas empresas.


A Philips terá algo parecido com o Titan OS e que não tinha com o Google TV. Brunoro revelou que a parceria atual das marcas que usam a plataforma da Google e de outras desenvolvedoras é pouco vantajosa para as fabricantes 

“A gente praticamente paga para ter os sistemas operacionais hoje, mas com uma plataforma da qual a gente é share holder, vamos poder compartilhar a receita”, completou Brunoro.


A Titan também pretende compartilhar o Titan OS com outras marcas de TVs, e chegaram a se descrever com o termo "white label das plataformas de smart TV". Até o momento, contudo, a novidade é exclusiva da Philips.


Além dessa vantagem de mercado, a TPV quer influenciar o caminho pelo qual o Titan OS vai percorrer.


“Nessa parceria, nós temos o poder de influenciar nos recursos e também no visual do sistema, além de decidir como ele vai interagir com o consumidores, algo que naturalmente não temos com qualquer outro fornecedor de sistema terceiro”, comentou Kostas Vouzas, CEO da TPV global, em entrevista ao Canaltech.


Em outras palavras, a Philips quer trilhar o caminho que faz suas grandes concorrentes estarem na frente no mercado brasileiro hoje.

Alsorsa.News
Titan OS seria solução personalizável para Philips sair do Android TV e ainda tem uma grande variedade de apps de streaming. (Imagem: Léo Müller/Canaltech)

Ambilight TVs

Para estrear esse novo sistema operacional, a Philips apresentou também três novas TVs em Barcelona com a tecnologia Ambilight, que replica na parede atrás do dispositivo parte do que está acontecendo na tela, mas em forma de luz difusa.


Em 2024, as novas OLED+, The One e The Xtra terão a versão melhorada do Ambilight, chamada Ambilight Plus. Com mais LEDs na traseira e lentes que difundem a luz de forma mais precisa, a tecnologia tem potencial para ser mais imersiva do que jamais foi.


Contudo, esses modelos só devem estrear no Brasil a partir do fim de 2024 ou início de 2025. Ainda não temos muitas especificações ou preço desses produtos.


*Canaltech 

Amazon pode começar a cobrar pela Alexa já em junho — mas não no Brasil

Nenhum comentário

26 de jan. de 2024

Empresa americana estuda cobrar pela assistente virtual em meio a desafios técnicos, de acordo com relatos de fontes internas. Medida não deve chegar ao Brasil.

Alexa | Imagem: Reprodução 

A Amazon pode lançar lançar uma versão por assinatura da Alexa já em junho, segundo relatos de fon. A iniciativa surge como uma tentativa da empresa de transformar a assistente de voz em uma fonte viável de receita, após anos de desafios financeiros com a ferramenta. Não há detalhes oficiais de como seria a mudança, mas a expectativa é que a nova versão use inteligência artificial generativa, uma das tendências dos últimos anos.


Apesar dos planos ambiciosos, fontes internas da Amazon revelam que há tensões sobre a viabilidade do modelo de assinatura, de acordo com o site Business Insider. Há também dúvidas sobre se os consumidores estarão dispostos a pagar por um serviço que era totalmente gratuito. O site TechTudo apurou que a Amazon Brasil não tem planos de cobrar pela assistente virtual no país.

Amazon pode passar a cobrar uma assinatura pela Alexa, assistente de voz gratuita da empresa — Foto: Divulgação/Amazon


A Amazon enfrenta um momento decisivo com sua assistente de voz. Segundo um relatório recente do Business Insider, a empresa precisa que a nova versão por assinatura da Alexa gere receita de maneiras que a assistente de voz nunca fez antes.


Questionada pelo site Ars Technica, a gigante do comércio eletrônico não comentou o relatório, mas as citações de funcionários anônimos da Amazon sugerem uma incerteza sobre o sucesso do novo modelo de negócios. A Alexa, conhecida por atender a consultas básicas, enfrenta o desafio de convencer os usuários a pagar por funcionalidades mais avançadas e interativas.


Em setembro, David Limp, então vice-presidente sênior de dispositivos e serviços da Amazon, demonstrou uma Alexa capaz de lidar com diferentes demandas para vários aplicativos, sendo necessária apenas uma única frase falada. Além disso, a ferramenta promete entender comandos mais complexos, e sem necessidade do prompt "Alexa". Esta evolução aponta para a introdução da "Remarkable Alexa", uma tecnologia que promete ser mais conversacional, mas que, segundo relatos, ainda apresenta desafios, como respostas longas ou imprecisas.


Apesar dos desafios técnicos e das incertezas internas, a Amazon vê a necessidade de tornar a Alexa uma fonte de receita viável, principalmente por conta dos altos custos associados à pesquisa e desenvolvimento de IA generativa. Com a perspectiva de lançar a versão por assinatura em junho sob o nome de "Alexa Plus", a empresa enfrenta o desafio de equilibrar a necessidade de inovação com a realidade de um mercado que pode não estar pronto para pagar por um assistente de voz.


Alexa vai ser paga no Brasil?

No Brasil, porém, a situação parece ser diferente. Até o momento, não há indicações de que a Amazon planeje introduzir a versão por assinatura da Alexa no mercado brasileiro. Ao TechTudo, a empresa confirmou que o projeto "não é válido para o Brasil". Isso pode representar uma abordagem regionalizada da empresa, talvez refletindo as diferenças nos padrões de uso e nas expectativas dos consumidores em diferentes partes do mundo.


A decisão da Amazon de potencialmente cobrar pela Alexa em apenas alguns mercados destaca a complexidade de implementar modelos de negócios globais, sobretudo em um mundo cada vez mais digital e interconectado. Resta ver como os consumidores reagirão a essa mudança significativa em um serviço que muitos passaram a considerar essencial em seu dia a dia.


*TecTudo /*Com informações de Business Insider e Ars Technica (1 e 2)

IBM está criando IA para prever ataques cibernéticos

Nenhum comentário

21 de jan. de 2024

Software quer acelerar tempo de detecção dos ataques cibernéticos para agir, evitando futuras perdas

Alsorsa.News
Imagem: Ana Figueiredo (gerada com IA)/Olhar Digital


A IBM revelou na quinta-feira (18) que está trabalhando em inteligência artificial (IA) capaz de prever ataques cibernéticos e possibilitar ação rápida por parte das empresas. Com o software, ainda em desenvolvimento, a esperança é agilizar o tempo de detecção do vírus e da ação, reduzindo o ciclo do ataque.


IA vs. ataques cibernéticos

A IBM é uma das empresas entusiastas de soluções com IA e revelou o projeto em evento online com jornalistas.


Segundo Marco Chaves, líder de Serviços de Cibersegurança da IBM Consulting, a companhia detectou casos reais de ataques cibernéticos e os testou em ambientes controlados para simular ação defensiva por parte da IA.


Ele também explicou que, nos testes, a IA ainda apresenta alucinações (casos em que a tecnologia dá respostas não condizentes com o treinamento) e está na fase de amadurecimento. Porém, já destacou que o projeto é uma realidade – inclusive no Brasil.

Imagem: FAMILY STOCK/Shutterstock


Segurança

A IBM lembrou como a segurança cibernética é via de mão dupla: ao mesmo tempo que a IA pode ser usada para proteger empresas, os cibercriminosos também a usam para atacá-las. Assim, cabe a elas usar a IA como forma de acelerar a previsão, detecção e resposta a acidentes, mas sem esquecer das soluções de segurança.


Conforme reportou o Tele Síntese, a IBM aposta em seu software preditivo:


A empresa afirma que a IA pode ajudar companhias a reduzir em 85% o tempo de resposta a incidentes e melhoram em oito vezes o tempo de resposta às invasões;

Isso porque há um tempo entre a invasão de um malware até o início dos ataques, que gira em torno de 277 dias. Nesse tempo, o vírus fica “dormente”, apenas absorvendo as informações no sistema;

Segundo Fábio Mucci, líder de Software de Cibersegurança da IBM Brasil, com o projeto da IBM, os ataques cibernéticos no Brasil podem ser reduzidos em 68 dias, diminuindo mais tempo de perdas e dando economia de R$ 3,41 milhões às empresas.


*Olhar Digital 

Como Baixar o Microsoft Copilot (2 Maneiras Simples)

Nenhum comentário

12 de jan. de 2024

Alsorsa.News

Desde o lançamento do Microsoft Copilot e sua impressionante demonstração, houve um grande burburinho na internet. Com todos agora ansiosos para testemunhar o notável potencial que a inteligência artificial poderia desbloquear, a motivação e a excitação estão atingindo novos patamares.

Alsorsa.News

O Word se tornou mais intuitivo, o Excel mais eficiente e a apresentação mais dinâmica. A integração do Copilot trouxe um novo nível de produtividade e eficácia para essas ferramentas essenciais, revolucionando a maneira como as pessoas criam, analisam e apresentam informações.

Alsorsa.News
Imagem: WPS 


Posso baixar e usar o Microsoft Copilot?

Você pode baixar e usar facilmente o Microsoft Copilot. Essa ferramenta alimentada por IA está integrada de forma perfeita em vários aplicativos do Microsoft 365, incluindo Word, Excel, PowerPoint, Outlook, Teams e muito mais. Com sua integração perfeita, não há necessidade de um processo separado de download do Microsoft Copilot."


Como Baixar o Microsoft Copilot para Word, Excel, PowerPoint

Para acessar as poderosas capacidades do Microsoft Copilot, é necessário ter uma assinatura ativa do Microsoft 365 e garantir que você esteja usando as versões compatíveis com esses aplicativos. Com essa abordagem integrada, você pode aproveitar os benefícios do Microsoft Copilot sem a necessidade de um download separado do Microsoft Copilot.


Aqui está um guia passo a passo sobre como aproveitar o potencial do Microsoft Copilot no Word, Excel e PowerPoint:

Passo 1: Confirme que você possui uma assinatura válida do Microsoft 365 e tem a versão mais recente da suíte Microsoft Office instalada em seu dispositivo.

Alsorsa.News

Passo 2: Inicie o aplicativo específico que deseja usar, como Word, Excel ou PowerPoint. (Neste caso, o Word)

Alsorsa.News

Passo 3: Procure pelo ícone ou recurso distintivo do Copilot no menu intuitivo do aplicativo. Observe que a localização precisa desse recurso pode variar bastante com base na versão e na interface do aplicativo que você está usando.

Alsorsa.News

Passo 4: Assim que você localizar o ícone ou recurso do Copilot, basta clicar nele para ativar a poderosa assistência de IA que ele oferece.

Alsorsa.News

Agora, com o Microsoft Copilot ativado, você pode aproveitar suas capacidades de forma contínua dentro do aplicativo.


Ele fornecerá assistência inestimável alimentada por IA, gerando sugestões úteis e aprimorando significativamente sua produtividade em diversas tarefas, incluindo publicação, análise de dados e criação de apresentações envolventes.


Como usar o Microsoft Copilot? Siga os passos simples indicados mais apresentados no artigo e desbloqueie o poder da IA ​​em seus aplicativos Microsoft 365.


Como Baixar o Microsoft Copilot para o Windows 11

Para baixar o Microsoft Copilot para o Windows 11, siga estas etapas:


Passo 1: Verifique se você está usando o Windows 11 e faz parte do canal Canary, que é uma fase de testes do sistema operacional.

Alsorsa.News

Passo 2: Visite o site oficial da Microsoft e localize o link de download para a compilação Canary do navegador Microsoft Edge projetado especificamente para o Windows 11.

Alsorsa.News

Passo 3: Baixe a compilação Canary do navegador Microsoft Edge e siga as instruções de instalação fornecidas.

Alsorsa.News

Passo 4: Pressione a tecla Windows + R para abrir a caixa de diálogo Executar, cole o código na caixa de diálogo Executar e pressione Enter.

Alsorsa.News

Passo 5: No navegador, vá para a seção de chat e clique na opção Copilot.

Alsorsa.News

Passo 6: Minimize uma janela do navegador e obtenha o logotipo do Windows Copilot na sua barra de tarefas. Clique nele para acessar os recursos do Copilot.

Alsorsa.News


O que o Microsoft Copilot pode fazer?

O Microsoft Copilot é uma ferramenta alimentada por IA integrada em aplicativos do Microsoft 365, como Word, Excel, PowerPoint, Outlook, Teams e muito mais. Aqui estão algumas coisas que o Microsoft Copilot pode fazer:


● Auxiliar os usuários na criação e edição de documentos, e-mails, apresentações e mais.


● Gerar sugestões de código e completar automaticamente o código no Visual Studio Code.


● Fornecer sugestões para completar frases, parágrafos e documentos inteiros.


● Formatar texto e criar layouts mais complexos.


● Verifique documentos em busca de erros de ortografia e pontuação, além de sugestões para melhorar a escrita.


● Ajude os usuários a aprimorar suas habilidades e trabalhar de maneira mais eficiente.


● Desencadear a criatividade e aumentar a produtividade.


O Microsoft AI Copilot segue políticas rigorosas de segurança, conformidade e privacidade para garantir a proteção dos dados dos usuários. Atualmente, está em teste com um pequeno grupo de usuários e será expandido para mais clientes nos próximos meses.


O Microsoft Copilot no Word:

O Microsoft Copilot se torna uma companhia inestimável quando se trata de criação e edição de documentos. Ele oferece sugestões para completar frases, parágrafos e documentos inteiros, garantindo experiências de escrita suave. Além disso, auxilia na formatação de texto, permitindo que os usuários criem documentos visualmente atraentes com layouts mais complexos. O recurso alimentado pelo IA também ajuda na verificação ortográfica e fornece recomendações para melhorar a qualidade geral da escrita.


Assistente Dinâmico do Excel:

Os usuários do Excel podem contar com o Microsoft Copilot para simplificar suas tarefas de organização no Visual Studio Code. Ele gera sugestões de código e oferece funcionalidade de preenchimento automático, economizando tempo e esforço. Além disso, o Copilot auxilia na conclusão de fórmulas e funções, tornando a análise e visualização de dados mais eficiente do que nunca.


Aprimorando Apresentações do PowerPoint:

A criação de apresentações envolventes fica mais fácil com o Microsoft Copilot. Os usuários podem aproveitar suas sugestões para design de slides, layout e criação de conteúdo, garantindo apresentações impactantes que envolvem o público. Semelhante ao Excel, o Copilot pode gerar sugestões de código e autocompletar código no Visual Studio Code, simplificando o processo de incorporação de trechos de código em apresentações.


Agilizando a Comunicação com Outlook e Teams:

O Microsoft Copilot estende sua assistência à composição de e-mails no Outlook. Ele oferece sugestões para completar frases e parágrafos, ajudando os usuários a criar mensagens profissionais e livres de erros. Semelhante a outros aplicativos, o Copilot garante a ortografia e a classificação correta, oferecendo recomendações relevantes.


No Microsoft Teams, o Copilot é um companheiro útil para a criação e edição de mensagens. Ele auxilia na formatação e no layout, aprimorando a clareza e o apelo visual das comunicações da equipe. Além disso, as capacidades de geração de código e autocompletar da ferramenta no Visual Studio Code facilitam ainda mais as discussões e colaborações relacionadas ao código.


Desbloqueando ou Potencial no Windows 11:

Com o Microsoft Windows 11, o Copilot desempenha um papel ainda mais amplo. Ele oferece sugestões para completar várias tarefas e fluxos de trabalho, tornando os usuários mais eficientes em suas atividades diárias. A solução de problemas e a resolução de problemas ficam mais simples com a assistência do Copiloto, garantindo uma experiência de computação tranquila. Além disso, o Copilot ajuda nas configurações e personalizações do sistema, capacitando os usuários a personalizar seu ambiente no Windows 11 de acordo com suas preferências."

Alsorsa.News


WPS AI - Uma Ferramenta de Escritório Poderosa

O WPS AI  é uma ferramenta inovadora que utiliza inteligência artificial (IA) para aprimorar a produtividade e eficiência em diversas tarefas, como redação, resumo de documentos, análise de dados, criação de slides e muito mais. Ele faz parte do conjunto de aplicativos do WPS Office , que é uma ferramenta popular de produtividade que inclui processamento de texto, planilhas e software de apresentação.

Alsorsa.News


Principais Recursos do WPS AI

■ Compreensão de Linguagem Natural: O WPS AI pode compreender e processar entradas de linguagem natural dos usuários, incluindo perguntas, sugestões e sugestões, possibilitando uma comunicação perfeita.


■ Geração de Texto: O WPS AI pode gerar texto automaticamente, como artigos, relatórios, e-mails e mais, com base nas informações e entradas fornecidas pelo usuário.


■ Serviços de Tradução: O WPS AI oferece serviços de tradução eficientes, permitindo que os usuários traduzam texto de um idioma para outro sem esforço.


■ Interação em Conversas: O WPS AI participa de conversas em tempo real com os usuários, respondendo às suas perguntas, fornecendo informações e oferecendo conselhos valiosos.


Prós do WPS AI

● Interface fácil de usar.


● Pode escrever sobre qualquer assunto e gerar saída de alta qualidade.


● Pode ajudar os usuários a aprimorar suas habilidades e trabalhar de maneira mais eficiente.


● Pode economizar tempo e melhorar a qualidade do conteúdo.


Como Baixar o WPS AI

Para baixar o WPS AI, você pode visitar o site oficial do WPS Office e baixar a versão mais recente do software. Uma vez instalado, você pode acessar os recursos de IA dentro do conjunto de aplicativos do WPS Office. Aqui estão os passos para baixar o WPS AI:


Passo 1: Visite o WPS AI .


Passo 2: Clique no botão Download Gratuito e escolha seu sistema operacional.

Alsorsa.News

Passo 3: O instalador do WPS AI será baixado para o seu computador.

Alsorsa.News


Passo 4: Após a instalação ser concluída, os usuários podem iniciar o WPS AI em seus sistemas para usar a função de resumo, juntamente com várias outras ferramentas de IA fornecidas pelo WPS AI.

Alsorsa.News


Perguntas frequentes sobre o Microsoft Copilot

Q1. Qual é o dado de lançamento do Microsoft Copilot?

De acordo com os resultados da pesquisa, o Microsoft Copilot foi lançado pela primeira vez em junho de 2021 como GitHub Copilot. A Microsoft lançou uma versão avançada do GitHub Copilot chamada GitHub Copilot X em 22 de março de 2023. Os usuários podem se inscrever para uma técnica prévia das novas capacidades a partir do mesmo dia, e de acordo com um porta-voz do GitHub, o O Copilot X estará disponível para o público em geral nas próximas semanas e meses.


Q2. Qual é o preço do Microsoft Copilot?

De acordo com os resultados da pesquisa, o Microsoft Copilot está atualmente disponível gratuitamente e está integrado aos aplicativos do Microsoft 365, como Word, Excel, PowerPoint, Outlook, Teams e mais. Não há custo adicional para usar o Copilot nesses aplicativos. No entanto, é importante observar que a Microsoft pode introduzir recursos premium ou planos de preços para o Copilot no futuro.


Q3. O Microsoft Copilot estará disponível no Office 2021?

De acordo com os resultados da pesquisa, o Microsoft Copilot já está integrado aos aplicativos do Microsoft 365, incluindo Word, Excel, PowerPoint, Outlook, Teams e outros. Atualmente, está sendo testado com 20 clientes, incluindo 8 em empresas da Fortune 500, e será expandido para mais clientes nos próximos meses. Não há informações disponíveis sobre se o Microsoft Copilot estará disponível no Office 2021.


Q4. Posso usar o Microsoft Copilot sem conexão com a Internet?

O Microsoft Copilot requer uma conexão com a internet para funcionar, e ainda não está claro se uma versão offline estará disponível no futuro. No entanto, os aplicativos do Microsoft 365 têm um modo offline, o que permite que os arquivos locais sejam trabalhados offline e permaneçam offline. Portanto, é possível usar o Microsoft Copilot offline se os arquivos necessários estiverem armazenados localmente.


O Poder da IA: Microsoft Copilot e WPS AI Revolucionam a Produtividade no Escritório

O Microsoft Copilot gerou imensa empolgação com suas capacidades alimentadas por IA integradas aos aplicativos do Microsoft 365. Ele revolucionou a eficiência no trabalho, tornando o Word, Excel e PowerPoint mais intuitivos, eficientes e dinâmicos. O download do Microsoft Copilot foi discutido em detalhes; os usuários precisam de uma assinatura ativa do Microsoft 365 e versões compatíveis dos aplicativos.


Além disso, o artigo destaca o potencial do WPS AI, outra ferramenta de escritório poderosa que utiliza IA para aprimorar a produtividade e a eficiência. Os usuários podem se registrar para o WPS AI visitando o site oficial."


*WPS 

IA pode ajudar humanidade a ter semana com 3 dias de trabalho, diz Bill Gates

Nenhum comentário

29 de nov. de 2023

 O empresário e filantropo Bill Gates defendeu que o uso de inteligência artificial (IA) no campo do trabalho pode tornar uma semana de trabalho de três dias possível. Em uma entrevista para o programa What Now?, de Trevor Noah, o cofundador da Microsoft citou os possíveis benefícios dessa tecnologia para a humanidade.

Alsorsa.News


De acordo com Gates, chegaremos eventualmente a um ponto em que "não será preciso trabalhar tão duro", caso "as máquinas consigam fazer todas as comidas e outras coisas". Como resultado, uma semana com expediente de três dias úteis "seria provavelmente OK".


Atualmente, alguns países já estão testando uma semana com quatro dias de trabalho, mas esse ainda é um experimento limitado a certos cargos. A própria Microsoft, que teve Gates como CEO por anos, é uma das interessadas e já participa desses testes.


Impactos da IA dentro e fora do mercado de trabalho

Ainda na entrevista, o ex-CEO comparou o uso de chatbots e sistemas automatizados com o próprio PC, que ele ajudou a popularizar com a introdução do Windows décadas atrás.


"Eu não acho que a IA terá um impacto tão dramático quando a Revolução Industrial, mas certamente será tão grande quanto a introdução do computador pessoal", diz Gates.


Ele cita como exemplo softwares de processamento de palavras e editores de texto como exemplo de uma máquina que não acabaram com o trabalho de escritório, mas mudaram eles para sempre. "Funcionários e empregadores tiveram que se adaptar e eles fizeram isso", comenta.

Alsorsa.News
Gates é um entusiasta de IAs generativas como o ChatGPT, da OpenAI.Fonte:  GettyImages 


O bilionário já defendeu anteriormente o uso de IA em vários campos e minimizou preocupações como a eliminação de empregos. No lugar, Gates cita possíveis benefícios sociais, mesmo sem explicar como seria possível trabalhar tão pouco e "ganhar um salário para sobreviver".


Anteriormente, o empresário já afirmou que pausar desenvolvimento de IA não vai resolver problemas desse campo, e o ChatGPT é "o maior avanço tecnológico em décadas".


Por outro lado, as opiniões do empresário não costumam agradar outro bilionário da tecnologia: Elon Musk, da Tesla e do Twitter/X. Durante uma das várias trocas de indiretas entre ambos, o empresário afirmou que o conhecimento do rival sobre IA é "limitado".


*TecMundo 

Faça o download do Discord aqui; Converse e Fale!

Nenhum comentário

2 de nov. de 2023

Atualizações

Comentários

disqus/facebook/blogger
Não Perca!
© Todos Os Direitos Reservados
Por JPCN.Blog