IA pode ajudar humanidade a ter semana com 3 dias de trabalho, diz Bill Gates

 O empresário e filantropo Bill Gates defendeu que o uso de inteligência artificial (IA) no campo do trabalho pode tornar uma semana de trabalho de três dias possível. Em uma entrevista para o programa What Now?, de Trevor Noah, o cofundador da Microsoft citou os possíveis benefícios dessa tecnologia para a humanidade.

Alsorsa.News


De acordo com Gates, chegaremos eventualmente a um ponto em que "não será preciso trabalhar tão duro", caso "as máquinas consigam fazer todas as comidas e outras coisas". Como resultado, uma semana com expediente de três dias úteis "seria provavelmente OK".


Atualmente, alguns países já estão testando uma semana com quatro dias de trabalho, mas esse ainda é um experimento limitado a certos cargos. A própria Microsoft, que teve Gates como CEO por anos, é uma das interessadas e já participa desses testes.


Impactos da IA dentro e fora do mercado de trabalho

Ainda na entrevista, o ex-CEO comparou o uso de chatbots e sistemas automatizados com o próprio PC, que ele ajudou a popularizar com a introdução do Windows décadas atrás.


"Eu não acho que a IA terá um impacto tão dramático quando a Revolução Industrial, mas certamente será tão grande quanto a introdução do computador pessoal", diz Gates.


Ele cita como exemplo softwares de processamento de palavras e editores de texto como exemplo de uma máquina que não acabaram com o trabalho de escritório, mas mudaram eles para sempre. "Funcionários e empregadores tiveram que se adaptar e eles fizeram isso", comenta.

Alsorsa.News
Gates é um entusiasta de IAs generativas como o ChatGPT, da OpenAI.Fonte:  GettyImages 


O bilionário já defendeu anteriormente o uso de IA em vários campos e minimizou preocupações como a eliminação de empregos. No lugar, Gates cita possíveis benefícios sociais, mesmo sem explicar como seria possível trabalhar tão pouco e "ganhar um salário para sobreviver".


Anteriormente, o empresário já afirmou que pausar desenvolvimento de IA não vai resolver problemas desse campo, e o ChatGPT é "o maior avanço tecnológico em décadas".


Por outro lado, as opiniões do empresário não costumam agradar outro bilionário da tecnologia: Elon Musk, da Tesla e do Twitter/X. Durante uma das várias trocas de indiretas entre ambos, o empresário afirmou que o conhecimento do rival sobre IA é "limitado".


*TecMundo