Enem 2023: pagamento da taxa de inscrição termina nesta quarta-feira (21)

Provas de 2023 serão aplicadas nos dias 5 e 12 de novembro

Alsorsa.News
Inscrições para o Enem 2022 começam em 9 de maio | CAIO ROCHA/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO


O prazo para os estudantes pagarem a taxa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2023 termina nesta quarta-feira (21).


O valor de R$ 85 pode ser pago por boleto, pix, cartão de crédito, débito em conta corrente ou poupança. Quem é isento não precisa realizar o pagamento.


As inscrições para a realização do exame se encerraram no dia 16 de junho, mas a confirmação da participação só acontece após o pagamento da taxa.


As provas de 2023 serão aplicadas nos dias 5 e 12 de novembro. Os portões das unidades de ensino serão abertos às 12h e fechados às 13h, com o início do exame às 13h30.


No primeiro dia, nos testes de linguagens, redação e ciências humanas, o participante tem 5 horas e 30 minutos para a realização. No segundo dia, em matemática e ciências da natureza, são 5 horas.


O gabarito tem previsão de ser divulgado em 24 de novembro. Os resultados devem ser anunciados no dia 16 de janeiro de 2024.


O que é possível fazer com o Enem?

Com o Enem é possível ingressar em diversas universidades públicas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu). E também participar de iniciativas como o Programa Universidade para Todos (Prouni), que distribui bolsas de estudos em instituições privadas.


O teste também serve para que os estudantes acessem auxílios governamentais como o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).


O resultado pode ser utilizado para processos seletivos em instituições de ensino de Portugal que possuam convênio com o Inep.


Qualquer cidadão que concluiu o ensino médio ou está no último ano da educação básica pode fazer o Enem para usá-lo como acesso ao ensino superior.


Quem ainda não concluiu o ensino médio pode fazer o Enem como um treino, servindo de autoavaliação.


O Exame Nacional do Ensino Médio foi criado em 1988, com o objetivo de avaliar o desempenho escolar dos estudantes ao final da educação básica. Foi a partir de 2009 que a metodologia foi aperfeiçoada e a prova começou a ser utilizada como mecanismo de acesso ao ensino superior.


*(Com informações de Douglas Porto, Tiago Tortella e Fernanda Pinotti, da CNN, e da Agência Brasil)