Verificação paga de Instagram e Facebook chega ao Brasil em breve

 Verificação paga de Instagram e Facebook chega ao Brasil em breve

Alsorsa.News
Alveni Lisboa/Canaltech

O CEO da Meta, Mark Zuckerberg, anunciou que o serviço de verificação de contas Meta Verified será testado no Brasil em breve. O comunicado foi enviado pelo canal oficial da empresa no Instagram.


O Meta Verified é um programa de autenticação de contas voltado para o Facebook e para o Instagram. A ideia é que as pessoas paguem por uma assinatura, nos moldes do Twitter Blue, para receber um selo azul de autenticidade.


Essa marca ajuda o usuário a saber que aquele é um perfil verdadeiro e checado pela equipe da plataforma. O serviço ainda continuará gratuito para personalidades e empresas já identificadas, mas será expandido para qualquer conta disposta a pagar mensalmente.


Qual a vantagem de assinar o Meta Verified?

Além do selo de verificação, assinantes do Verified terão dois outros benefícios: proteção proativa do perfil contra fakes e suporte técnico feito por humanos. Este último pode ser uma grande vantagem, afinal o atendimento robotizado prestado pelo Instagram/Facebook é bastante precário.


A plataforma ainda pretende oferecer “recursos exclusivos” para ajudar na plataforma. Por enquanto, não houve nenhum recurso que apenas os verificados tivessem acesso, mas essa é uma possibilidade real.


Para assinar, o proprietário precisará apresentar um documento de identificação oficial fornecido pelo governo. Empresas também poderão se qualificar para o programa futuramente, mas ainda não foram revelados detalhes.


Como fazer a verificação de perfil do Instagram

Atualmente, a novidade está em fase de testes na Austrália, Canadá, Estados Unidos, Nova Zelândia e Reino Unido. Nesta quarta-feira (7), o programa foi expandido para a Índia.


Zuckerberg não deu uma data para o lançamento no Brasil, então será preciso aguardar por mais novidades. O que já se sabe é o preço da assinatura mensal:


■ R$ 45 para assinatura feita pela web;

■ R$ 44 para assinatura feita pelo aplicativo (iOS ou Android).

Curiosamente, o preço definido agora ficou menor que o anunciado em março. Naquela época, os valores estavam em R$ 69,90 no Facebook e R$ 77,99 no Instagram.


Será necessário ter ao menos 18 anos e histórico de postagens — não se sabe quantas. O candidato deverá enviar o documento de identidade ou a carteira de motorista contendo o nome e uma foto para checagem dos dados do Facebook ou do Instagram.


Selo de verificação paga da Meta

Após a verificação, o perfil passa a contar com as vantagens e poderá estampar o famoso selinho azul. O anúncio dessa novidade ocorreu em fevereiro, inspirado pelo modelo introduzido por Elon Musk no Twitter.


Mesmo com as críticas e problemas do Passarinho Azul, a Meta segue firme na ideia de oferecer este serviço de segurança como um opcional. Para evitar um fiasco igual ao rival, a companhia adotou medidas de segurança, como a impossibilidade da troca do nome de usuário, da fotografia do perfil e de informações complementares — data de nascimento e o nome verdadeiro.


*Canaltech