OceanGate interrompe todas as atividades por prazo indeterminado

A empresa é responsável pelo submersível Titan, que implodiu no dia 18 de junho e levou à morte todos os ocupantes

Imagem: @alsorsa / Icon: OceanGate 


RESUMINDO A NOTÍCIA

■ A OceanGate anunciou que interrompeu todas as atividades por prazo indeterminado.

■ A empresa é responsável pelo submersível Titan, que implodiu no dia 18 de junho.

■ A embarcação levava a bordo cinco pessoas, que morreram após o acidente.

■ O CEO da OceanGate estava entre as vítimas da tragédia.


A OceanGate, empresa que operava o submersível que implodiu durante uma imersão para visitar os destroços do Titanic e matou as cinco pessoas a bordo, anunciou, nesta quinta-feira (6), que interrompeu todas as atividades por prazo indeterminado.


O submersível Titan foi reportado como desaparecido em 18 de junho. A Guarda-Costeira americana informou, em 22 de junho, que a embarcação tinha sofrido uma implosão catastrófica e encerrou a desesperada operação de resgate que dominou a atenção do mundo.


Na semana passada, especialistas recuperaram supostos restos humanos dos destroços do submersível, que foi encontrado no fundo do mar e levado para o porto de St. John's, em Newfoundland, no leste do Canadá.


Além do CEO da OceanGate, Stockton Rush, estavam a bordo o explorador britânico Hamish Harding, o submarinista francês Paul-Henri Nargeolet e o magnata britânico de origem paquistanesa Shahzada Dawood, acompanhado de seu filho, Suleman.


Supõe-se que os cinco tenham morrido instantaneamente quando o Titan, com tamanho aproximado ao de um veículo utilitário, implodiu por não suportar a pressão durante a imersão no Atlântico Norte, a aproximadamente 4 km de profundidade.


Um campo de destroços foi encontrado no leito marinho, a 500 m da proa do Titanic, que se encontra a aproximadamente 650 km da costa de Newfoundland.


Saiba quem são os ocupantes do submarino que desapareceu em expedição ao Titanic

Um submarino que visitava os destroços do Titanic desapareceu, no último domingo (18), a quase 4.000 metros de profundidade no Oceano Atlântico. A embarcação levava cinco passageiros para um passeio no fundo do mar. As autoridades americanas e canadenses estão correndo contra o tempo para tentar resgatar todos com vida antes que o oxigênio acabe | Reprodução Twitter// Reuters


Os passageiros pagaram o equivalente a mais de R$ 1 milhão para estar na expedição. Todos estão presos em uma cápsula sem muita mobilidade, na qual precisam permanecer sentados, de pernas cruzadas, com uma espécie de vasilha para ser usada como banheiro | Reprodução Ocean Gate


Shahzada Dawood e Suleman Dawood

Dawood é um empresário, investidor e filantropo paquistanês-britânico. Atualmente, ele ocupa o cargo de vice-presidente da Engro Corporation, é diretor da Dawood Hercules Corporation, membro do conselho da Prince Charles' Charity e do conselho do Instituto Seti e tem uma posição na Fundação Dawood. Ele é próximo do rei Charles 3º e é filho de Hussain Dawood, ambos sendo duas das pessoas mais ricas do Paquistão. Shahzada é casado com Christine Dawood e tem dois filhos, Alina e Suleman, de apenas 19 anos, que levou com ele para a expedição e agora também está perdido | Engro Corporation Limited/via REUTERS


Hamish Harding

É empresário, piloto, explorador e turista espacial britânico. Atualmente Harding reside nos Emirados Árabes Unidos. Ele é o fundador do Action Group e ocupa o cargo de presidente da Action Aviation, empresa internacional de corretagem de aeronaves, com sede em Dubai | Reprodução Twitter/@ActionAviation0


Paul-Henri Nargeolet

Piloto francês, de 77 anos, conhecido por seus mergulhos na área do naufrágio do Titanic. Ele é considerado um dos maiores especialistas do mundo na área e possui um histórico de aproximadamente 30 mergulhos na região, incluindo o primeiro para recuperar objetos do Titanic. Além disso, o perito já serviu à Marinha e tem experiência como piloto de submarinos | HarperCollins France/Handout via REUTERS

Stockton Rush

CEO e fundador da OceanGate Inc, Rush é quem está controlando o submersível. Ele se tornou o piloto de aeronaves a jato mais jovem do mundo, aos 19 anos, e tem vasta experiência no desenvolvimento de empreendimentos, incluindo seu envolvimento com a BlueView Technologies, a Entomo e a Remote Control Technology | Reprodução Ocean Gate

Especialistas acreditam que o submarino possa ter ficado preso em algo. Nesta terça-feira (21), a guarda costeira dos EUA anunciou que acredita ter captado barulhos vindos do fundo do mar, e as buscas foram intensificadas. Um robô-submarino do Instituto Oceanográfico francês será incorporado às buscas nesta terça. O equipamento ajudará a encontrar o submarino e a romper possíveis detritos que possam estar prendendo a embarcação |Louise Dalmasso/Reuters

*AFP/*R7