Do solo ao chá: como plantar e aproveitar os benefícios da erva-doce

A erva doce é uma planta aromática e medicinal que pode ser facilmente cultivada em casa, em vasos ou canteiros, e que oferece diversos benefícios para a saúde.


Confira, a seguir, um guia completo de como plantar e aproveitar os benefícios da erva-doce, que vai do solo ao chá. Você não vai se arrepender de adicionar essa incrível erva ao seu jardim!

Alsorsa.News


Como plantar erva-doce

A erva-doce é uma planta que se adapta bem a climas temperados e subtropicais e que precisa de sol pleno e solo bem drenado.


Para plantar a erva-doce por sementes, basta colocar algumas em um vaso ou canteiro com terra fértil e regar bem. As sementes devem germinar em cerca de duas semanas e, depois, devem ser desbastadas, deixando um espaço de 30 a 40 cm entre as plantas.


Para plantar por mudas, basta escolher uma saudável e transplantá-la para um vaso ou canteiro com terra fértil, regando bem.


A erva-doce deve ser regada regularmente, mas sem encharcar o solo. Ela também deve receber adubação orgânica a cada dois meses, para estimular o crescimento e a produção de sementes.


A colheita da erva-doce pode ser feita após três ou quatro meses do plantio, quando as sementes começam a ficar marrons. Essas sementes podem ser colhidas manualmente ou cortando os talos com uma tesoura.


Vale lembrar que as folhas e os bulbos da erva-doce também podem ser colhidos e usados de diversas maneiras na culinária.


Como aproveitar os benefícios da erva-doce

Essa é uma planta rica em flavonoides, ácido málico e cafeico, que são compostos bioativos com propriedades digestivas, laxativas, carminativas e espasmolíticas.


Além disso, a planta também possui anetol, estragol, eugenol e linalol, compostos com propriedades analgésicas, anti-inflamatórias, antioxidantes, antivirais e antibacterianas.


Uma das formas mais comuns de aproveitar os benefícios da erva-doce é fazendo chá com as sementes. Para isso, basta colocar uma colher de chá de sementes em uma xícara de água fervente e deixar em infusão por cerca de 10 minutos.


O chá de erva-doce pode ajudar a aliviar gases, prisão de ventre, cólicas, má digestão, dor de cabeça, tosse, gripe e garganta inflamada.


Outra forma de aproveitar os benefícios da erva-doce é usando o óleo essencial extraído das sementes. Esse óleo pode ser usado em massagens, difusores ou inalações, para aliviar dor de cabeça, enxaqueca, cólicas menstruais, sintomas da menopausa e problemas respiratórios.


Além disso, a erva-doce também pode ser usada na culinária, para dar sabor e aroma aos alimentos. As folhas podem ser adicionadas em saladas, sopas ou molhos.


Os bulbos da planta podem ser cozidos, assados ou refogados. As sementes também podem ser usadas em pães, bolos ou biscoitos. A erva-doce também combina bem com carnes, peixes e frutos do mar.


*Capitalist