Twitter troca de ícone pelo logo da Dogecoin e criptomoeda valoriza

 Twitter troca de ícone pelo logo da Dogecoin e criptomoeda valoriza

Alsorsa.News | Twitter troca de ícone pelo logo da Dogecoin e criptomoeda valorizaKanchanara/Unsplash


Se você acessou o Twitter nesta segunda (3) provavelmente notou que o tradicional ícone do passarinho que aparece na rede social foi substituído pela foto de um simpático cachorrinho. A imagem do animal da raça Shiba, porém, não tem nada de inocente e é símbolo da criptomoeda Dogecoin.


Apesar da explicação mais óbvia (“o que é esse cachorrinho aqui?”), ainda não se sabe o porquê da coisa toda. Vale lembrar a todos que o Twitter agora é o parquinho de Elon Musk e que o bilionário CEO da Tesla e da SpaceX vem promovendo a Dogecoin no Twitter desde 2019, quando possivelmente sequer sonhava em adquirir a rede social dos 280 caracteres.


Preço da Dogecoin dispara

Apenas dez minutos depois da mudança feita pelo Twitter, o valor de mercado da Dogecoin disparou em R$ 3 bilhões, com cada unidade da moeda saltando de R$ 0,39 para R$ 0,49 centavos — no momento da publicação desta notícia, o criptoativo havia flutuado novamente para R$ 0,48 a unidade, segundo o rastreador do Google.

Alsorsa.News | Twitter troca de ícone pelo logo da Dogecoin e criptomoeda valoriza
Valor da Dogecoin disparou após se tornar a nova logo do Twitter (Imagem: Reprodução/Google)

Dogecoin e Elon Musk: uma história de amor?


A Dogecoin surgiu em 2013 a partir de um meme, mas foi em 2019 que ela “furou a bolha” e se tornou conhecida do grande público — e se você imaginou que houve dedo do Elon Musk nisso, acertou. Após um tuíte do atual dono do Twitter, a criptomoeda começou a ganhar corpo e valor de mercado.


Segundo o site Decrypter, que monitora o interesse por esse tipo de ativo na web, houve picos de buscas relacionadas a ele a partir de 2019 sempre que a Dogecoin era mencionada por Musk em suas redes sociais.

O barulho em torno do ativo digital foi tamanho que Musk foi acusado de prática de "pirâmide" e precisou ir a público explicar que não tinha nada a ver com a fundação da moeda em si. Pelo que consta, os criadores da moeda são os engenheiros de software Billy Markus, da IBM, e Jackson Palmer, da Adobe, e Musk seria apenas um “entusiasta”.


Não se sabe ao certo quantas Dogecoin Elon Musk possui, mas há quem diga que ele é o sujeito que sozinho e ao menos até o segundo semestre de 2022 possuía 28% de todas as Dogecoins em sua carteira digital. Ninguém provou nada, mas as sequentes declarações do CEO da Tesla sobre o criptoativo e a mais recente mudança do Twitter tendem a reforçar essas suspeitas.

Até o momento, nem Musk nem o Twitter se manifestaram oficialmente sobre a mudança. Em seu perfil no Twitter, os responsáveis pela Dogecoin apenas fizeram piada resgatando exatamente o meme do cachorro.


Como o Twitter não responde mais as solicitações de imprensa, não há como ter mais informações oficiais sobre o tema até que alguém se manifeste publicamente.


*Canaltech